Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Mais sobre rotinas médicas

por anajoao2006, em 01.07.12

Como a maior parte se deve lembrar, o Gabriel tem desde que nasceu um refluxo urinário. Esta é uma condição que não o afecta no dia-a-dia a não ser que tenha uma infeccão urinária. Nesse caso corre maior riscos do que os demais, porque pode perder função renal. Até à data, que nos tenhamos apercebido, o Gabriel nunca teve uma infecção urinária. As consultas de nefrologia a que vamos periodicamente mostravam que a dilatação dos rins estava menor e a médica deu-nos alguma esperanças no sentido de que talvez o refluxo tivesse diminuido. Como para tantas outras coisas os 3 anos são uma idade de viragem e também para este tipo de problemas. Assim, o refluxo do Gabriel teve que ser revaliado e isto faz-se através de um exame que implica algaliar o garoto e ir inserindo um contraste através da algália enquanto se vão tirando radiografias. No final, tiram a algália e a criança tem que urinar, altura em que fazem uma última radiografia. Eu fiquei em pânico quando soube que não davam nenhum tipo de anestesia / sedativo à crianca, mas também não havia muito que eu podia fazer a não ser manter a calma e a alegria com o meu pequenote. Chegamos ao hospital quase uma hora mais cedo (tal era o meu estado de pânico). Entramos para a sala onde iamos fazer o exame 1 hora depois da hora marcada. O João foi connosco por especial pedido meu, mas infelizmente não pode entrar. O Gabriel chorou um bocadinho quando lhe meteram a algália, mas foi o rapaz mais valente que conheço. O rapaz colaborou imenso, virou-se para um lado, virou-se para o outro, chegou-se para aqui, chegou-se para ali, sempre algaliado. Quando lhe tiraram a algália pediram-lhe para fazer chichi e ele fez, mas o raio da máquina bloqueou e foi preciso reiniciá-la. Pediram ao Gabriel para parar de fazer chichi e ele parou. Quando já podia (10 minutos mais tarde) voltaram a pedir para ele fazer e ele fez, foi um rapaz que deixou toda a equipa admirada, até lhe deram prendas no final, para além do chupa que eu levei! Depois disto ainda fomos esperar mais meia hora para lhe fazerem uma ecografia enquanto eu ouvia a médica no interior da sala a tagarelar. Na ecografia pude falar com a médica e perguntar-lhe como estava o refluxo e ela disse que estava muito melhor que já era apena um grau 2 em 5 (à nascença era 5/5). Quando finalmente viemos embora (4 horas depois de entrarmos no hospital), quando finalmente pude dizer ao meu filho: “acabou, foste o maior!”, ligam-nos do hospital (a médica tagarela) a dizer que afinal não tinham visto a última imagem, que afinal o Gabriel ainda tem um refluxo alto e seria melhor tomar um antibiotico injectável, deve dirigir-se às urgências que lá já sabem o que se passa.. Caiu-me tudo. Voltamos para o hospital, desta vez já com o Xavier e eu entrei com os dois (pelo menos assim o Gabriel estava mais distraído). Depois de mais 3 horas à espera de uma enfermeira, sim porque um médico não é capaz de dar uma injeccão de antibiotico, lá levou a injeccão. Foi a pior parte do dia todo. O Gabriel chorou tanto, debateu-se tanto que ficou com dois círculos de sangue pisado em volta dos olhos. O Xavier chorou também por ver o irmão assim. Depois de um dia em que o rapaz foi um herói, pela paciência com que esperou, pela forma como se portou em todos os aspectos, no final do dia eu ter que o levar para fazer uma coisa daquelas foi como dizer-lhe tu portaste-te muito bem, mas mesmo assim a tua recompensa final vai ser uma dor horrível. Eu senti que o traí, que o levei para ser magoado e sinceramente esta é umas das piores sensacões que já vivi. Foi um dia horrível que espero conseguir limpar da minha memória rapidamente.

 

Update: Na consulta de nefrologia a que o João foi esta semana a médica disse que ia reunir para pedir conselho a outros médicos no sentido de decidir o que fazer: operá-lo, continuar com o tratamento, ou suspender de vez, uma vez que ele nunca fez infecção urinária. Neste momento reduziu para metade a quantidade de antibiótico que tomava (2x / dia). Afinal são um bocadinho de boas notícias!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:54


2 comentários

De Patrícia Margalhau a 02.07.2012 às 14:51

Opá mas que dia horrível, nem nos filmes de terror. Como se não fosse castigo suficiente as horas espera que tiveram no hospital. Espero sinceramente que o refluxo desapareça de vez.

De anajoao2006 a 02.07.2012 às 16:45

Foi realmente um dia horrível, espero tão cedo não passar por outro assim!

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisa

Pesquisar no Blog  

calendário

Julho 2012

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031




Arquivos

  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2011
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2010
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2009
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2008
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2007
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2006
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2005
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D